SERRA DO RONCADOR

PONTOS TURÍSTICOS

Encravado no ponto mais central do Brasil, em meio à floresta amazônica no estado do Mato Grosso, essa região de serras, que ganhou o nome de “roncador” devido ao barulho que os ventos fortes produzem ao passarem por seus grandes paredões rochosos, é ainda um dos lugares mais desconhecidos e inexplorados da selva sul-americana. Sua imensa cordilheira, uma área de relevo íngreme, atinge 700 metros de altitude e se estende por até 800 quilômetros, desde Barra do Garças, no mesmo estado, até a Serra do Cachimbo, no estado do Pará. Além de ser uma região ideal para o ecoturismo, uma vez que abriga muitas cachoeiras, importantes rios (como o das Mortes, o Araguaia e o Xingu), sítios arqueológicos com pinturas de milhares de anos e cavernas e grutas com grandes galerias, estalactites e estalagmites, o misticismo também possui muita relevância na Serra, pois é conhecida mundialmente como um santuário metafísico. Muita beleza natural e com locais mais relaxante ou aventureiros.

  • Aventurando:

    Trilhas: Nenhum visitante pode deixar de fazer as duas principais trilhas da Serra do Roncador, a Dedo de Deus e a das Torres Gêmeas. A trilha do Dedo de Deus, apesar de um pouco cansativa, vale a pena pela vista panorâmica que você terá após subir até a pedra símbolo do Roncador; já das Torres Gêmeas leva a um sítio arqueológico com pinturas rupestres de mais de dez mil anos.

    Parque Estadual da Serra Azul: A Serra do Roncador começa nos limites desse parque, que fica a quatro quilômetros de Barra do Garças e tem como objetivo a preservação de seu cerrado. Abriga, em uma área de onze hectares, cachoeiras, cavernas, belas trilhas ecológicas, formações rochosas curiosas, sítios paleontológicos e arqueológicos, entre muitos outros atrativos.

    Complexo de Cachoeiras do Bateia: Esse belíssimo complexo é uma dos principais pontos turísticos da Serra do Roncador,e possui esse nome por causa do cânion Bateia, que pode ser admirado a partir de um mirante no local, conta com cerca de quinze cachoeiras, acessíveis através de trilhas, que formam escorregadores naturais e piscinas de águas muito cristalinas e de tons azuis ou verdes.

    Passeio de caiaque: Uma das melhores maneiras de entrar em contato com as paisagens naturais da Serra e de presenciar sua rica flora e fauna, principalmente para quem quiser observar algumas aves e animais silvestres, é através do passeio de caiaque pelos rios Araguaia e Garças.

    Relaxando

  • 1. Parque das Águas Quentes: Esse parque é igual Caldas Novas, só que menor, mas que vale a pena conhecer por ser um lugar descontraído e agradável, com piscinas de águas quentes e até mesmo um rio de água quente corrente, tobogãs, restaurante e um bar “molhado”, entre outras atrações.

    2. Furna do Mineiro: Nesse sítio, você poderá passar o dia com uma autêntica família do campo para conhecer seus hábitos e seus moradores e ainda experimentar os alimentos orgânicos produzidos no local. Além disso, a fazenda também abriga uma belíssima cachoeira entre paredões de arenito vermelho que forma um poço de águas calmas e convidativas, sendo necessário apenas uma curta e tranquila caminhada para chegar até lá. Sem dúvida, um dos passeios imperdíveis para se fazer na Serra do Roncador.

    3. Praias de rio
    : Existem algumas praias de rio em Barra do Garças que valem muito a pena conhecer no outono ou inverno, pois são durante esses meses que ocorre a época de estiagem, quando as chuvas param e as praias se formam às margens dos rios Araguaia, Mortes e Garças.

    4. Misticismo
    : O misticismo é uma atração muito popular da Serra e atrai diversos místicos, curiosos e pesquisadores, mas qualquer um pode saber um pouco mais sobre esses mistérios e suas lendas através dos passeios da região, como acampando em cima da pedra do Gavião para passar a noite sob o céu estrelado com o intuito de observar extraterrestres, ou então a limpeza espiritual, onde o turista mergulha no rio das Mortes para revigorar o corpo e a alma.