Artigos do Portal:
#Deusas Maias#Chá para o Parto – Chá Mexicano#Artigo ou Artigos Indicados da Semana:#A Deusa Inuit Sedna#Changelings – Lendas das crianças trocadas#Gaulesas e Gauleses e as Divindades Celtas#Origem da Festa Junina#Festival Folclórico de Parintins#História e Origem das Festas Juninas na América#Anat, Deusa antiga Cananita#Óleo de Abramelin#Deusas Celtas#Mitos e Lendas Eslavas#Cartimandua e Boudica (Boadiceia)#Zorya, Deusa Eslava da Luz#Reavivando o Divino Feminino por meio de histórias e tradições celtas#Reino de Hel: A Deusa Nordica do Submundo – Indo e voltando para o inferno#Fiar e tecer, as artes mágicas femininas e maravilhosas associações#História Celta relacionada ao Mito do Rei Arthur#Cailleach: Mito Irlandês, Lenda e o Feminino Divino#Mitos e Estações no céu Tupi-Guarani#Deusas da Natureza#Druidas femininas, as sacerdotisas esquecidas dos celtas#Deusa Nemetona#A luta de Elizabeth Packard contra a tirania legal dos maridos#Baalbek – Templos de mais de 5000 anos – Deusas Venus / Atargatis#Al-Lāt, Allat, Allatu ou Alilat , a deusa árabe pré-islâmica#Tir na nOg e Tuatha De Danann#Oráculos no Druidismo / Oráculos Druidas#Um Ogham para os Montes Apalaches#Awen, a inspiração divina: princípio central na tradição druida#Atlantida, a civilização anterior a atual#Mulheres na sociedade Maia#O princípio feminino: uma ideia em evolução#Yoni e ‘Sheela Na Gig’#Deusas Nativas do Brasil e os mitos de mitos#Os Nativos do Novo Mexico (Norte America) Zuni e Puebloans Ancestrais#Maria Madalena / Maria Magdalena#Mehrgarh – sitio arqueológico neolítico (datado de 7000 aC a 2500/2000 aC – Paquistão)#A PODEROSA ORAÇÃO AO PLANETA DE MAIS DE 500 MULHERES NO VALE SAGRADO DO PERU#Monte Ararat#Alfabeto siríaco#Monte Nemrut / Nemrud#Maitreya (as três mães) se encarna#Compreendendo a filosofia de Shiva-Shakti através de ‘Ardhanarishvara’#Shakti e Kali#Sobre Magia#As Eras Glaciais – A História da Ciência sobre o tempo antes do auge da Civilização Ariana#Sonhos lúcidos podem nos aproximar de experimentar a “realidade” não dualista do que acordar a meditação#Honrando nosso sagrado ciclo feminino ‘tempo da lua’#Atlantida e os deuses antigos#Artemis#Doze mulheres famosas da idade média#Jezabel: princesa de Sidom, rainha de Israel#Hormônios e seu ambiente – Quando se trata de hormônios, há mais de um “normal”#Os ciclos femininos, ciclos de fertilidade e menstruação nas Culturas Nativas#Ereshkigal – Deusa Crone, Deusa do Submundo e da Morte#Deusas Crone – As Mães das Sombras, da Morte#Deusas Incas#Deusas da Água – Deusas do mar, dos rios e lagos#Deusas do Fogo#Recomendações da medicina tradicional chinesa para ajudar a aliviar as dores do período menstrual#Maré – a força do Sol, da Lua e outros astros sobre a Terra#Mais artigos para ginecologia natural: plantas, ervas#A civilização mais antiga do mundo é ainda mais antiga do que se pensava#Antropologia Feminista#Abraçando o feminino divino, a escuridão, a sombra e tudo#Deusas nativas americanas#Coatlicue, deusa mãe asteca#Ginocentrismo e Androcentrismo#O Feminino nas religiões#Amphitrite / Salacia: A Deusa contraparte de Netuno / Poseidon#CORRESPONDÊNCIA ENTRE PLANTAS E PLANETAS: UM GUIA DE ASTROBOTÂNICA PARA PREPARAR REMÉDIOS MÁGICOS#CORRESPONDÊNCIA ENTRE PLANTAS E PLANETAS: UM GUIA DE ASTROBOTÂNICA PARA PREPARAR REMÉDIOS MÁGICOS#O Sagrado Feminino pelo Budismo Vajrayana#Volvas – Mulheres ‘xamas’: as temidas e respeitadas Profetisas, Sábias, Sacerdotisas, Videntes nórdicas#A Adoração de Deus na forma feminina#Atma Shakti pela abordagem do Yoga#As Bruxas do Brasil Colônia#Os Planetas/ Astros na astrologia#Atargatis: uma deusa síria adorada nos primeiros séculos dC.#Ecofeminismo(s): Por Que Mulheres, Animais e Natureza Sob o Mesmo Olhar?#Disfunção Sexual Feminina#Anatomia Genital Feminina#Ginecologia natural: o poder das ervas a serviço da saúde da mulher#Ginecologia natural: um caminho para a humanização do cuidado#MENSTRUAÇÃO, CORPOS FÍSICO & SUTIL, GINECOLOGIA NATURAL & HOLÍSTICA#Diu de Cobre – Métodos contraceptivos não hormonais#O que você deve saber sobre os octagramas – estrelas de oito pontas#Sete raios#Empatia nos cuidados de saúde da mulher#Ginecologia Ayurveda#Passos positivos para se estabelecer para a gravidez pela Ginecologia Tradicional Chinesa#Ginecologia na Medicina Chinesa – Ginecologia Tradicional Chinesa – Oriental#Astrologia egípcia e signos do zodíaco egípcio#O Feminino Divino nos Contos de Fadas#Sirius – Estrela Nobre e Divina#Quiromancia#Shamans Göbekli Tepe e seus símbolos cósmicos e Shahmaran#Mulheres antigas xamãs da Irlanda: curandeiros, sacerdotisas e adivinhos#Shakti – seus significados#Imagens do Feminino Ancestral: Reconhecimento de Padrões, Através do Espaço e do Tempo#O keebèt e a cerimônia feminina no Chaco#Notre Dame de la Vie: Nossa Senhora da Vida#Templos da Deusa na Ásia Ocidental#Atete, Deusa do Povo Oromo no sul da Etiópia#Rainha de Saba / Sabah / Shaba – Makeda, Bilqis#Matriarcado, Matrilinearidade,#Mãe Menininha do Gantois#A rabina Léah Novick#A natureza divina das mulheres naturalmente – um desafio do século XXI#Citações do Feminino Divino#O poder da Irmandade / Fraternidade Feminina ou Sororidade#Influencias da Lua, dos planetas e outros astros sobre a terra#Sobre a Vagina, a Vulva e soluções naturais para alguns problemas#Runas – História, Mitos e Significados dos Símbolos#Madeiras para fazer varinhas mágicas#Dualidade Mútua: Yin Yang / Shiva Shakti#Plantas para reconexão feminina#O Feminino Divino está em Ascensão#Pindorama – O Brasil Nativo, O Brasil Ancestral – e Abya Yala#Astros de tônicas femininas para encontrá-los e entender o feminino no seu mapa astrológico#Florais para as mulheres#Ervas e plantas para a cura dos disturbios femininos – ervas e plantas para mulheres – Ginecologia Natural#Vênus e as Plêiades!#Código e Contemplação da ética das Sacerdotisas#Purificação, Consagração e Carregamento de objetos#Plantando um jardim mágico – Plantas Mágicas#Jóias egípcias antigas arrancadas do monte funerário da “princesa virgem” na Siberia, montanhas de Altai#Ervas, plantas e magia#Tuatha De Danann#Os Duidas#Moura Encantada#Poder dos Metais – Propriedades Magicas dos Metais#De Tonantzin Coatlicue à Virgem de Guadalupe: o que Elas têm em comum#Magia dos tecidos: A Cosmovisão Andina Através da Tecelagem#Deusas da Cura#As Hostes Angelicas – de Geoffrey Hodson#Os Anjos#Astrologia do Centro Galáctico – o centro galáctico no mapa astrológico#Tonalidade cósmica – o significado sagrado da tartaruga#Deusas hindus. Lakshmi, Sarasvati e Parvati (Sati, Durga e Kali)#A lenda hindu do dilúvio de Manu e o relato bíblico de Noé#A Deusa Ganga e O Ganges: o rio sagrado do hinduísmo#Qhaqoy – técnica massagem andian#simbolos para os principios#Ativando a Prosperidade#Sobre o que é Sombra#A Menstruação é realmente ‘normal’ ou ‘natural’? (do ponto de vista muito ancestral)#Ogham / Ogam – Alfabeto Celta – Druida#A Jornada de Inanna: A descida de Inanna ao submundo: uma obra-prima literária de 5.500 anos#Shakti – Invocando sua energia feminina#Deusa Mãe (Ninmah, Nintud / r, Belet-ili e Nin e Ninhursag)#Principais desastres ambientais no Brasil e no mundo#Salto de Sete Quedas – SALTOS DEL GUAIRÁ – O fim das maiores cachoeiras do mundo#Meses da árvore celta – 13/treze divisões lunares#Plantas harmonização hormonal#Magia, Magia Cerimonial e Teurgia#A Mãe Divina#Shakti – Na astrologia oriental e numerologia#Planetários e quadrados mágicos –#Artes divinatórias e práticas mânticas#Tarot: A Rota ou Roda das Experiências das civilizações antigas#Deusa Asherah – Representação Feminina do Sagrado, a Deusa de Israel#A Grande Deusa – Histórico#A Mais Antiga Oração Dirigida à Maria Datada Do Ano 250 d.C#Áreas reflexas femininas do corpo físico-etérico#Lilith#A Humanização do Parto e do Nascimento#Nomes Xamãs#Animais com fêmeas dominantes#Uma não definição de “xamã”#Enheduanna – A poeta e Alta Sacerdotisa acadiana#O Panteão da Mesopotâmia – Mitologia Mesopotâmia#Tiamat#Lista de ocultistas e escritores ocultistas#Plantas e seus benefícios#Reflexões de uma antropóloga e mãe: ‘O que aprendi com índios sobre educação infantil’#As “Montanhas Sagradas”, o Centro das Montanhas Mágicas da Mantiqueira – Aiuruoca#Serra do Roncador#Instrumentos Musicais Indígenas#O poder das raízes: As plantas falam umas com as outras pelas suas raízes#As mulheres e produção de óvulos: mulheres nascem com óvulos em seus ovários#Escritos e Evangelhos Apócrifos#Astarte, Astoreth, Ashtarot, a verdadeira origem de Venus e Afrodite#Deusas em Transformação:#Exercícios Kegel: Exercícios Musculares Pélvicos#Alquimia Feminina: Cultivo Feminino#Hypatia de Alexandria#Sírius, a estrela da realeza#Quem é Baphomet?#Maquiagem com produtos naturais (maquiagens veganas, naturais e caseiras)#Ēostre – A Deusa da Origem da Páscoa#Arqueólogos encontram vestígios de civilização desconhecida na Amazônia#Inanna – Ishtar – Astart (Ashtoreth)#Apsaras#Sobre a Frequência 432 e afins#A Era de Aquário#Evangelho de Maria#Quando Deus era mulher: A civilização das deusas gordas#Aradia#Porque precisamos de energia feminina no mundo#Mudanças no campo magnético da Terra#Associações de apoio às mulheres pelo mundo#Como a sabedoria das mulheres estava perdida#Ondas Cerebrais e Meditação#O Movimento do Sagrado Feminino ou Divino Feminino#A lenda de Mulan: a jornada da mulher e do feminino#Jornada de Cura – integrado as jornadas dos heróis e heroínas#Marija Gimbutas e a Deusa#Jornada da heroína: a narrativa mítica da mulher#Diferenças entre Signos e Constelações#Centro Galáctico#108 Siddhas Femininas, Dakinis, Yoginis e tântricas#Mulheres nas religiões#Casa da Virgem Maria na Turquia#As Mulheres na Cultura Védica#A Jornada da heroína e os ciclos de morte e vida#Elementos da meditação ativa:#Shakti Sadhana – Disciplina espiritual hindu (combinação de prática védica e tântrica)#Fases da Lua de 1900 a 2060#Informações básicas e interessantes da Astronomia#Locais importantes relacionados ao Caminho Evolutivo da civilização Ária#Samhain#Deusas da Mitologia no Brasil#A Centralidade da Feminina Divina – Shakti – no Sufismo#LILITH, O grande misterio do feminino selvagem#O que é Ginecosofia / Ginecosophia – Ginesofia / Ginesophia#Pleiades – pela Teosofia#Vídeos de Danças Femininas Étnicas (ciganas)#Vídeos de Danças Femininas Étnicas (indianas)#Vídeos de Danças Femininas Étnicas (orientais, árabes)#Vídeos de Danças Femininas Étnicas (flamenco e salsa)#Vídeos de Danças Femininas Étnicas (brasileiras)#Vídeos de Danças Femininas Étnicas (hawaianas, polinesia, tailandesas, chinesas outras)#Vídeos de Danças Femininas Étnicas (árabes – dança do vente, orientais tribais, indianas fusion e afins)#Mandala#Grupo Mawaka#Outras Músicas#Sarasvati, Lakshmi, Parvati – As Três deusas, Shaktis supremas do induísmo#Yasodhara#Yasodhara#Céu Real – Céu Astronômico do momento (Efemérides Astronômicas)#Beltane#Mulher Shaman / Mulheres Xamãs#Maha Devi – Lalitha Sahasranamam – Os 1000 nomes de Lalitha / Lalita#Dança Duende – Danza Duende e ‘El Duende’#Mulheres Heroínas Indígenas#Apu (divindade) – Os Espíritos da Montanha do Peru#Mitos e lendas: Paititi, uma importante cidade perdida dos Incas#Caminho do Peabiru – Caminho utilizado pelos nativos ancestrais sul-americanos, ligando o litoral ao interior#SHAKTI-SHIVA e a Cosmogênese – Os mistérios da origem do humano e do universo#Qoya – A Rainha-Sacerdotisa Inca#Ginecologia Natural – Naturologia Feminina: Saúde da Mulher#NEFERTITI, a Bela e Poderosa Rainha do Egito – A Grande Rainha do Nilo#Recebemos as mitocôndrias de nossas mães: maioria dos seus genes são oriundos de sua mãe.#Mulheres Incas#Hello world!#Deusas indianas e o significado de suas imagens#História das mulheres#Musicas Danças#RECONEXÃO Caminho Sagrado Feminino: Práticas Essenciais#O que é o Feminicídio ou femicídio#Gênero Feminino#Políticas públicas de combate à violência contra a mulher#Movimentos pelos Direitos da Mulher#Atos Internacionais – convenções que se referem às mulheres (Diretos da Mulher 2)#Direitos da Mulher#Helena Blavatsky#Mulheres em luta: Mulheres revolucionárias#Sobre o Útero – O Cálice Sagrado (pela abordagem do xamanismo tolteca contemporaneo)#Sobre Alquimia Interior – Alquimia Feminina – Respiração Ovariana – (pela abordagem do Tao Universal)#Tambores Xamânicos Sagrados#Xamanismo Huna (Hawai) e o Ho'oponopono#Atlantida, uma civilização matriarcal esquecida#Elementais da Natureza#Pedras de Poder#Os cristais e o ventre#Equilíbrio hormonal da mulher 2 – A importância da Progesterona#Equilíbrio Hormonal da Mulher#Por que nem todas as fêmeas menstruam? ….#Shakti#O Sagrado Feminino e a Deusa Gaia Manifestada#Os Mistérios de Vila Velha (Ponta Grossa – PR – Brasil)#Mistérios Brasileiros Famosos#As Deusas Védicas#O Poder das Plantas#Pesquisa revela o poder das mulheres Incas#Profecias dos Incas Q’ero#Mulheres da Floresta#ZENEIDA, A PAJÉ DO MARAJÓ#Mulheres Pajes – As xamas nativas brasileiras#A Sabedoria dos Incas e Andina e os resquícios de uma sabedoria sagrada feminina#A CHAKANA – A Cruz Andina ou Cruz Quadrada – a ponte entre os mundos#Acllas, as Sacerdotisas do Sol – Mulheres Sagradas dos Andes (sacerdotisas incas)#Princípios dos Povos Andinos#Pachamama#Herbologia mística – o poder das ervas e plantas#O Poder dos Cristais#O Poder das Flores – O Povo Flor#A Lenda das 13 Matriarcas#O Poder das Árvores: O Povo em Pé#Purificação com ervas – por método xamânico#Plantas de Poder#Catal Hoyuk – Anatólia (atual Turquia) e a arte da deusa e do feminino#Símbolos minóicos do culto a Deusa#Animais de poder – As ‘Criaturas’ ou ‘Criaturas Animais’ – Totens (Xamanismo)#Animais de poder – As 'Criaturas' ou 'Criaturas Animais' – Totens (Xamanismo)#Mix de ervas emagrecedoras – também diminui a barriga (perde gordura abdominal)#Shakti Mantras: os mantras de poder e graça potencializando outros mantras#Oração (ou contemplações) às Marias Navegantes – das Sacerdotisas de Maria#Theotokos – Maria como a 'Mãe de Deus'#Theotokos – Maria como a ‘Mãe de Deus’#Coliridianismo#A TERRA OCA – Mistérios milenares da Terra#Sara La Kali ou Santa Sara Kali – O Sagrado Feminino e o Sincretismo religioso#Segredos do Sagrado Feminino Cristão – As Marias do Mar#O que é ser uma sacerdotisa – A Sacerdotisa e o Sagrado Feminino#Sagrado Feminino: Brasil, ÍSIS, N.Srª Aparecida, o poder da Deusa#Sobre o Sagrado Feminino, as Abelhas e o mel, A Deusa Abelha#Shaktis – As mulheres Yoginis, Dakinis e Sacerdotisas#Shakti – A importância de seu reconhecimento pela mulher#Shaktis dos Nakshatras#Shakti – Poder Cósmico e Universal#Shakti : A Mãe do Mundo 1#Shakti: O Despertar da Deusa Adormecida na Matéria#Shakti: O Poder, a Força Divina Cósmica, Planetária e Pessoal#Shakti, kundalini e Tantra#Cariatides – Sacerdotisas de Artemis#Piramides na Bosnia e China#A história das coisas, pelas pessoas e pela Terra#Os Mistérios da Serra do Roncador#Avatara ou Avatar e o Kalki Avatar ou Maitreya#Links Astrologia Sideral e Astrologia Védica#O que são formas pensamento, egregoras e tulpa?#Estátua de Maitreya: uma imagem que a mente pode fazer dela uma ponte!#Allamirah – Uma Encarnação da Divina Mãe, do Feminino Sagrado#Oricalco: o metal desaparecido usado na Atlântida#Especiarias#Sacerdotisas Sumérias#Ervas Medicinais, Especiarias e Temperos#Shakti#Srichakra – representação de Shiva-Shakti no macrocósmico e microcósmicos#Dharma e Sanatana Dharma – As Leis Universais e o Sistema de Sabedoria da Índia para estar em sintonia com essas leis#A Filosofia Yoga Shakti – por Sri Swami Sivananda#Samantabhadri, Prajnaparamita, Vajravarahi e Arya Tara (As Grandes Shaktis do dharmakaya, sambhogakaya e Nirmanakaya)#Kurukulla: Lalitavajra ou Vajratara (ou Tara Vermelha)#Vajravahari e Vajrayogini#As ‘Deidades’ do Bardo (estágio intermediário)#Aditi – Devamatri, expansão cósmica, espaço; mãe de todas as coisas#Adi Parashakti (Adi Shakti) – Param Prakriti, o Poder do Para Brahman#Lokapalas ou Maharajas#Shri Yantra – Um dos mais conhecidos e poderosos Yantras#Lalita Tripurasundari – A origem dos 3 mundos#Filmes Indicados#Bibliografia: Livros – Indicação para o estudo da Espiritualidade e Sabedoria Feminina#Glossário de Deusas#Glossário Indígena e Xamânico#Músicas de Marcus Viana e Sagrado Coração#Links para as constelações e estrelas fixas: Pleiades, Orion/Tres Marias, Sirius, Algol, Cruzeiro do Sul, Pleiades do Sul, Cão e Ursa Maior, Coroa Austral e Boreal, Spica, Sadalmelik#Conjunções de Vênus (de 1900 a 2050) – Trânsitos e Ciclos de Venus (1032 a 2255)#Estações do Ano de 1900 a 2099#O Céu do Momento#Leis Herméticas – Leis ou Princípios Existenciais ou Leis que regem o Universo#As linguas originais sagradas: Sensar e Vatan – e os mistérios que elas guardam#Matrikas (Mães Protetoras e Purificadoras) e as 64 Dakinis#As Cinco Mães, Irmãs ou Consortes de Sabedoria (Prajnas) – Mães e Consortes dos Dhyanis Budhas#Pleroma – A Plenitude#Aeon – Emanações Supremas do Pleroma#Os conceitos de Self, Individuação e Iluminação#Os estágios-níveis de desenvolvimento humano e os domínios transpessoais#Meditação e o despertar do Poder e da Sabedoria Interior#Qual a diferença, entre os gêneros, que interferem nos métodos de despertar? (resumo síntese)#Como se dá a exploração energética direta da mulher? (resumo síntese)#O que é o ‘processo evolucional’ ou despertar da consciência? (resumo síntese)#Porque esta urgência de despertar? (resumo síntese)#Protegido: Sonhos lúcidos – teoria e prática#O que são Elementos Vibracionais?#Porque um sistema iniciático (de despertar) específico para as mulheres? (resumo síntese)#Crianças / Humanos Índigo e Cristais#Anjos e Devas#Porque muitas mulheres se sentem insatisfeitas nos seus relacionamentos? (Parte 1)#Dualismo e não dualismo#O que é Magia, Teurgia e Teurgia Natural?#Sobre as mulheres – pensamentos e frases#Hildegard de Bingen#O que significa Shekinah (Shekhinah ou Shechiná)#Shakti – O poder interior humano, planetário e cósmico: O Grande Feminino#Fenícios no Brasil muito antes dos portugueses#Ilha Brasil – Hy Brazil a ilha mítica, a ilha afortunada#Roda do Ano – Os 8 Festivais Celtas – As 8 fases da Deusa#Sobre o feminino, o masculino e o sexo – Dion Fortune#Sobre o significados de Sacerdotisa#Mata Amritanandamayi Devi, Ammachi ou Amma – A Shakti Mãe que distribui o Poder do Amor pelo abraço#Ma Yoga Shakti – A Shakti com realizações materiais e espirituais para o bem comum#Anandi Ma: uma Shakti oferecendo Shaktipat no ocidente#Transformando a energia em Shakti – referente aos ensinamentos de Shree Maa#Shee Maa – Uma deusa mãe da Índia para o ocidente#Planetas e Arcanos – para refletir os aspectos arquetípicos#Yeshe Tsogyal: uma Dakini iluminada#Therese Neumann – uma santa cristã#Sri Ma Anandamayi – Uma grande Shakti manifestada na índia#Mahavidya – As dez grandes Shaktis associadas aos grandes poderes cósmicos para os tântricos#Sri Sarada Devi – A Santa Mãe, uma Shakti encarnada#Alguns mestres orientais e suas Dakinis ou Shaktis – Padmasambhava, Ramamkrishna, Aurobindo#o que significam: Libertação, Iluminação, Auto Realização, Arhat, Nirvana#Nangsa Obum – uma mulher tibetana considerada emanação de Tara#Vajrayogini – A Shakti orientadora e inspiradora no caminho de iluminação#Tara – uma manifestação do aspecto feminino iluminado#As 64 Dakinis ou Yoginis#o que significa Prakrit, Mahaprakrit e Purusha#O que significa Kundalini, Fohat e Prana#O que significa Sophia (Sofia)#o que significam Deusas Mães ou Grandes Deusas#O que significa Devi#O que significa Dakini#O que significa Yogini#O que significa diksha, deeksha ou deeksa – ou iniciação espiritual#O que siginifica Shaktismo#O que significa Shaktipat#o que significa SHAKTI#Shakti#As Sacerdotisas da história desta civilização: Pitonisas, Vestais, de Ísis, de Inana, Sibilas#o que é THEASOPHIA (Theasofia, Teasofia) e THEALOGIA (Tealogia)#Gurumayi Chidvilasananda – uma bela e bem aventurada Shakti transmitindo Shaktipat ao ocidente#o que é TEURGIA e TAUMATURGIA#Mirra Alfassa – Shakti ou Companheira espiritual de Sri Arobindo#Ayu Khadro – Uma Grande Dakini manifestada
Início » Exercícios Kegel: Exercícios Musculares Pélvicos

Exercícios Kegel: Exercícios Musculares Pélvicos

Exercícios de Kegel

Fonte: https://www.healthline.com/

Quais são os exercícios de Kegel?

Os exercícios de Kegel são exercícios simples de apertar e soltar que você pode fazer para fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Sua pélvis é a área entre seus quadris que contém seus órgãos reprodutivos.

O assoalho pélvico é na verdade uma série de músculos e tecidos que formam uma funda, ou rede, na parte inferior da pélvis. Este sling mantém seus órgãos no lugar. Um assoalho pélvico fraco pode levar a problemas como a incapacidade de controlar seus intestinos ou bexiga.

Depois de entender os exercícios de Kegel, você pode fazê-los a qualquer momento e em qualquer lugar – na privacidade da sua própria casa ou enquanto estiver esperando na fila do banco.

PROPÓSITO
Por que Kegel se exercita?

Tanto mulheres como homens podem se beneficiar dos exercícios de Kegel.

Muitos fatores podem enfraquecer o assoalho pélvico em mulheres, como gravidez , parto , envelhecimento e ganho de peso.

Os músculos do assoalho pélvico suportam o útero, a bexiga e os intestinos. Se os músculos estiverem fracos, esses órgãos pélvicos podem baixar para a vagina da mulher. Além de ser extremamente desconfortável, isso também pode causar incontinência urinária .

Os homens também podem apresentar enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico à medida que envelhecem. Isso pode levar à incontinência de urina e fezes, especialmente se o homem fez uma cirurgia de próstata .

PARA AS MULHERES
Encontrando os músculos do assoalho pélvico em mulheres

Quando você inicia os exercícios de Kegel, encontrar o conjunto certo de músculos pode ser complicado. Uma maneira de encontrá-los é colocando um dedo limpo dentro da vagina e apertando os músculos vaginais ao redor do dedo.

Você também pode localizar os músculos tentando interromper o fluxo médio da urina. Os músculos que você usa para essa ação são os músculos do assoalho pélvico. Acostume-se a como eles se sentem quando eles se contraem e relaxam.

No entanto, você deve usar esse método apenas para fins de aprendizado. Não é uma boa idéia começar e parar a urina regularmente, ou fazer exercícios de Kegel com freqüência quando você tem a bexiga cheia. O esvaziamento incompleto da bexiga pode aumentar o risco de uma infecção do trato urinário (ITU) .

Converse com seu ginecologista se ainda não tiver certeza de que encontrou os músculos certos. Eles podem recomendar o uso de um objeto chamado cone vaginal. Você insere um cone vaginal na vagina e usa os músculos do assoalho pélvico para mantê-lo no lugar.

O treinamento de biofeedback também pode ser muito útil para ajudar a identificar e isolar os músculos do assoalho pélvico. Neste procedimento, o médico inserirá uma pequena sonda na sua vagina ou colocará eletrodos adesivos na parte externa da sua vagina ou ânus. Você será solicitado a tentar fazer um Kegel. Um monitor mostrará se você contraiu os músculos corretos e por quanto tempo conseguiu reter a contração.

PARA HOMENS
Encontrando os músculos do assoalho pélvico nos homens

Os homens geralmente têm o mesmo tipo de problema quando se trata de identificar o grupo correto de músculos do assoalho pélvico. Para os homens, uma maneira de encontrá-los é inserir um dedo no reto e tentar apertá-lo – sem apertar os músculos do abdômen, nádegas ou coxas.

Outro truque útil é tensionar os músculos que impedem a passagem de gás.

Se você ainda estiver com problemas, pratique parar o fluxo de urina. Tal como acontece com as mulheres, esta é uma maneira confiável para localizar os músculos do assoalho pélvico, mas não deve se tornar uma prática regular.

O biofeedback também pode ajudar os homens a localizar os músculos do assoalho pélvico. Se você está tendo problemas para localizá-los por conta própria, você pode querer marcar uma consulta com seu médico.

OBJETIVOS E BENEFÍCIOS
Objetivos e benefícios dos exercícios de Kegel

Sempre esvazie sua bexiga antes de fazer exercícios de Kegel. Como iniciante, você deve encontrar um lugar tranquilo e privado para se sentar ou deitar antes de fazer seus exercícios. Enquanto pratica, você descobrirá que pode fazer isso em qualquer lugar.

Quando começar a fazer os exercícios de Kegel, tensione os músculos do seu pavimento pélvico durante uma contagem de três e depois relaxe-os, contando até três. Continue até que você tenha feito 10 repetições. Ao longo dos próximos dias, pratique até que você possa manter seus músculos tensos para uma contagem de 10. Seu objetivo deve ser fazer três séries de 10 repetições por dia.

Não desanime se você não vir os resultados desejados imediatamente. De acordo com a Mayo Clinic , os exercícios de Kegel podem demorar alguns meses para ter um efeito sobre a incontinência urinária.

Eles também trabalham de maneira diferente para cada pessoa. Algumas pessoas mostram grande melhora no controle muscular e na continência urinária. No entanto, os Kegels podem impedir que sua condição piore.

Cuidados

Se você sentir dor no abdômen ou nas costas depois de uma sessão de exercícios com Kegel, é sinal de que você não está fazendo corretamente. Lembre-se sempre de que, mesmo ao contrair os músculos do assoalho pélvico, os músculos do abdômen, das costas, das nádegas e dos lados devem permanecer soltos.

 

Finalmente, não exagere nos seus exercícios de Kegel. Se você trabalhar os músculos com muita força, eles ficarão cansados ​​e incapazes de cumprir suas funções necessárias.

Na frente da pélvis e se estendendo para cima, os músculos do abdome desempenham um grande papel na manutenção da postura e no apoio da coluna vertebral. Eles também protegem os órgãos situados embaixo deles. Esses músculos também comprimem os órgãos abaixo deles para ajudar nas funções corporais, como tosse, micção, defecação, espirros e vômitos.

Os músculos que compõem a parede abdominal são o oblíquo externo, o oblíquo interno, o reto abdominal e o transverso do abdome . Estes músculos são cobertos por um padrão de tecido entrecruzado. Juntos, esses tecidos conjuntivos esbranquiçados formam uma cobertura conhecida como bainha do reto.

bainha do reto tem duas camadas: a fáscia do Camper e fáscia do Scarpa. Ambos são feitos de tecido adiposo, também conhecido como gordura. A área abdominal é um local comum para acumular gordura.

Na parte de trás do tronco, o latissimus dorsi é um músculo grande e retangular que se estende desde a parte inferior das costas, perto do topo da pélvis, até perto do ombro. Seu papel principal é o movimento do braço, mas também ajuda a movimentar a coluna.

Abaixo do latissimus dorsi está o glúteo máximo , o músculo que dá forma às nádegas. Tamanho grande deste músculo é devido ao fato de que desempenha um papel importante em pé, andar e correr, estendendo a coxa. Cobre parcialmente o glúteo médio , um músculo menor que puxa a coxa para dentro.

Músculos

Um importante grupo de músculos da pelve é o assoalho pélvico . Os músculos do assoalho pélvico fornecem suporte fundamental para os intestinos e a bexiga. Eles também ajudam a função do ânus. Nas mulheres, esses músculos também ajudam a empurrar o bebê através da abertura vaginal durante o parto e a apoiar o útero. Estes músculos estão localizados na porção interna dos ossos pélvicos.

Outros músculos próximos à pele que afetam o movimento das pernas incluem:

  • Tensor fascia lata : Este músculo longo e fino estabiliza as articulações do quadril e joelho. Ele vai do osso do quadril até a tíbia, ou tíbia, do lado de fora da coxa.
  • Gracilis : Outro músculo longo e fino, que se estende desde o osso púbis até a extremidade inferior do fêmur no joelho na parte interna da coxa. Sua principal função é trazer o quadril para dentro, mas também ajuda a flexionar o joelho.
  • Sartorius : Como o grácil, esse longo músculo ajuda o quadril e flexiona o joelho. Ele corre do osso do quadril para a tíbia, no interior da coxa.
  • Reto femoral : Um dos quatro músculos do quadríceps na coxa, esse músculo se liga à rótula. Ele ajuda a flexionar o joelho, mas tem o menor efeito em comparação com os outros três músculos do quadríceps.

Exercício de Kegel

Da Wikipédia, a enciclopédia livre
Exercício de Kegel
Exercícios de Kegel diagram.png

Diagrama de exercícios de Kegel
Pronúncia Kegel k eɪ ɡ əl /
Sinônimos Exercício do assoalho pélvico, exercício muscular pélvico

O exercício de Kegel , também conhecido como exercício do assoalho pélvico , consiste em contrair e relaxar repetidamente os músculos que fazem parte do assoalho pélvico , agora às vezes coloquialmente chamados de “músculos de Kegel”. O exercício pode ser realizado várias vezes por dia, durante vários minutos de cada vez, durante um a três meses, para começar a surtir efeito.

Os exercícios de Kegel podem fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Estes são os músculos que sustentam a bexiga e ajudam a evitar que vaze. [1] [2] Os exercícios geralmente são feitos para reduzir a incontinência urinária de esforço [2](especialmente após o parto) e reduzir a ejaculação precoce nos homens. [3]

Existem várias ferramentas para ajudar com esses exercícios, embora vários estudos debatam a eficácia relativa de diferentes ferramentas versus exercícios tradicionais. [4] Eles foram descritos pela primeira vez em 1948 por Arnold Kegel .

Efeitos para a saúde editar ]

Fatores como gravidez , parto , envelhecimento, excesso de peso e cirurgia abdominal, como cesariana, freqüentemente resultam no enfraquecimento dos músculos pélvicos. [5] Isso pode ser avaliado pelo exame digital da pressão vaginal ou pelo uso de um perineômetro de Kegel . Os exercícios de Kegel são úteis para recuperar a força muscular do assoalho pélvico em tais casos.

Saúde urinária editar ]

O exercício do assoalho pélvico é o tratamento conservador de primeira linha recomendado para mulheres com incontinência urinária de estresse, urgência ou tipos mistos. [6] Há evidências de que o biofeedback pode trazer benefícios adicionais quando usado com treinamento muscular do assoalho pélvico. [7] Após uma prostatectomia, não há evidências claras de que o ensino de exercícios do assoalho pélvico altere o risco de incontinência urinária em homens. [8]

Prolapso pélvico editar ]

Os sintomas do prolapso e sua gravidade podem ser diminuídos com exercícios do assoalho pélvico. [9] [10] A eficácia pode ser melhorada com feedback sobre como fazer os exercícios. [11]

Função sexual edit ]

Em 1952, Arnold Kegel publicou um relatório no qual afirmava que as mulheres que faziam este exercício estavam atingindo o orgasmo mais facilmente, com mais frequência e mais intensamente: “descobriu-se que a disfunção do pubococcígeo existe em muitas mulheres queixam-se da falta de sensação vaginal durante o coito e que, nesses casos, a apreciação sexual pode ser aumentada pela função restauradora do pubococcígeo. ” citação médica necessária ] Os exercícios do assoalho pélvico também podem ajudar homens com disfunção erétil . [12]

Mecanismo de ação edit ]

O objetivo dos exercícios de Kegel é melhorar o tônus ​​muscular , fortalecendo os músculos pubococcígeos do assoalho pélvico . Kegel é um exercício prescrito popular para mulheres grávidas para preparar o assoalho pélvico para estresses fisiológicos dos últimos estágios da gravidez e do parto . É dito que exercícios de Kegel são bons para tratar prolapso vaginal [13] e prevenir prolapso uterino [14] em mulheres e para tratar dor de próstata e inchaço resultante de hiperplasia benigna da próstata (BPH) e prostatitenos homens. Os exercícios de Kegel podem ser benéficos no tratamento da incontinência urinária em homens e mulheres. [15] Os exercícios de Kegel também podem aumentar a gratificação sexual, permitindo que as mulheres completem o pompo e ajudem a reduzir a ejaculação precoce [3] nos homens. As muitas ações realizadas pelos músculos de Kegel incluem segurar a urina e evitar a defecação. Reproduzir este tipo de ação muscular pode fortalecer os músculos de Kegel. A ação de retardar ou interromper o fluxo de urina pode ser usada como um teste da técnica correta de exercícios do assoalho pélvico. [16] [10]

Sabe-se agora que os componentes do elevador do ânus (o diafragma pélvico), ou seja, pubococcígeo, puborretal e ileococcígeo, se contraem e relaxam como um músculo. Assim, os exercícios do assoalho pélvico envolvem todo o elevador do ânus, e não apenas o pubococcígeo. Os exercícios do assoalho pélvico podem ser benéficos em casos de incontinência fecal e de condições de prolapso de órgãos pélvicos, por exemplo, prolapso retal . [17]

Dispositivos de tonificação pélvica editar ]

Duas bolas de kegel

Um exercitador de Kegel

Alguns dispositivos foram comercializados para mulheres que exercitam o músculo do assoalho pélvico e melhoram o tônus ​​muscular da musculatura pubococcígea ou vaginal.

O dispositivo original de tonificação pélvica era o perineômetro , inventado por Arnold Kegel para facilitar a medição da força do músculo pubococcígeo quando este estava em repouso e sendo ativamente espremido – às vezes referido como o tom de Kegel.

Seu dispositivo era uma combinação de balões de borracha e tubos que mediam a pressão usando uma coluna de água. Não era fácil de usar nem portátil.

Durante a última parte do século XX, vários dispositivos médicos e pseudo-médicos foram desenvolvidos e lançados no mercado. Algumas delas são usadas em um ambiente clínico, mas a maioria é projetada para mulheres usarem na privacidade de sua própria casa.

Os dispositivos de tonificação pélvica se enquadram em vários tipos diferentes:

  • uma bola de Kegel, uma pequena bola, tipicamente de 20 a 35 mm de diâmetro, de peso diferente, projetada para ser realizada na vagina.
  • halteres, pesos vaginais ou cones projetados para serem mantidos na vagina. A ação de reter passiva / ativamente o dispositivo internamente supostamente melhora o tônus ​​muscular. Os halteres são feitos de aço inoxidável maciço e polido , de forma cilíndrica, com uma protuberância arredondada em cada extremidade. Eles normalmente pesam uma libra (454 g) e medem aproximadamente 3 ⁄ 4 polegadas (17 cm) de comprimento com um diâmetro de uma polegada (2,5 cm) na parte mais larga. Sendo feitos de aço inoxidável, os halteres vaginais não são porosos e podem ser limpos com um pano umedecido com sabão neutro e água.
  • eletroestimulação ou dispositivos TENS que administram uma corrente elétrica através de uma sonda interna. A corrente estimula os músculos adjacentes a se contraírem.
  • bolas de resistência de borracha e indicadores. Esses dispositivos fornecem uma resistência nominal contra o aperto. Uma vantagem dos dispositivos de bulbo de borracha é que eles fornecem feedback visual (através de um medidor) de quanta pressão está sendo aplicada.
  • Exercícios vaginais de resistência progressiva com molas são os únicos dispositivos que atendem a todos os critérios de Kegel. Eles fornecem um biofeedback que os músculos corretos estão sendo envolvidos e são capazes de cumprir os fundamentos de um regime de exercício, aplicando uma força resistiva variável e crescente para maximizar o esforço de exercício.

Exercícios regulares de Kegel devem alcançar resultados tangíveis (como vazamentos de urina menos freqüentes) dentro de 8 a 12 semanas. Para algumas mulheres, a melhora pode ser dramática. [18] Infelizmente, existem vários produtos no mercado que não têm nenhum impacto sobre o músculo pubococcígeo . Se o músculo PC não estiver envolvido, é impossível melhorar o tônus ​​muscular ou fortalecer o músculo. Dispositivos que são usados ​​externamente, por exemplo, entre as coxas, podem exercitar o músculo adutor, mas não fazer nada para o assoalho pélvico.

Pesquisa clínica publicada no British Medical Journal [19] comparou exercícios do assoalho pélvico, pesos vaginais e eletroestimulação em um estudo randomizado. A pesquisa recomendou que o exercício do assoalho pélvico deve ser a primeira escolha de tratamento para a incontinência genuína de esforço, pois os exercícios simples mostraram-se muito mais eficazes que a eletroestimulação ou os cones vaginais.

Esta situação foi confirmada em uma revisão abrangente do tratamento da incontinência de estresse publicado no British Journal of Urology International em 2010. [4] O autor do relatório observou que dispositivos de estimulação elétrica e cones vaginais ponderados não são recomendados pelo Instituto Nacional Britânico de Pesquisa Clínica. Excelência (NICE) e “não são universalmente defendidos pelos clínicos, pois ainda não produziram evidências suficientes de eficácia”.

Ensaios clínicos [4] de um exercício vaginal de resistência progressiva concluiu que o dispositivo foi tão eficaz quanto o treinamento supervisionado do músculo do assoalho pélvico, o tratamento padrão ouro do NHS do Reino Unido, onde os pacientes são encaminhados a um especialista em continência para treinamento em três. período de O relatório também observou que o dispositivo pode ajudar a superar as fraquezas fundamentais associadas aos exercícios musculares do assoalho pélvico (TMAP), ou seja, treinamento inadequado, falta de confiança do paciente e baixa adesão às recomendações de exercícios.

Os principais pontos observados pela pesquisa são:

  • o dispositivo dá “confiança às mulheres de que elas estavam contraindo corretamente seus pisos pélvicos, e isso pode ser um encorajamento útil quando uma mulher está iniciando um regime de TMAP”.
  • O biofeedback dado pelo dispositivo “pode ​​ser particularmente útil para demonstrar à mulher que ela está realizando o PFME apropriadamente”.
  • o dispositivo é particularmente relevante para as mulheres “que não consultam seus médicos e desejam manter a confidencialidade em relação aos sintomas da IUE”.

Um exercício vaginal de resistência progressiva é a única forma de dispositivo de tonificação pélvica disponível sob receita no Reino Unido para mulheres que apresentam sintomas de incontinência urinária ou fraqueza do assoalho pélvico.

EXERCÍCIOS MUSCULARES PELVICOS – Kundalini:  Sintomas do Despertar

Descoberta Científica da Energia Sexual

Apenas cerca de 20 anos atrás, Gerhard H. Eggetsberger, um bioquímico austríaco, foi capaz de medir a energia sexual com um método de biofeedback. A chave para este avanço foi a capacidade de detectar e visualizar o campo cerebral psicogênico juntamente com a observação do organismo humano. Durante sua pesquisa, ele descobriu o chamado efeito PCE, uma conexão entre o músculo do assoalho pélvico (músculo pubococcígeo, doravante chamado de músculo PC ) e o cérebro. A energia sexual foi criada imediatamente pelo alongamento do músculo PC.

Características da energia da Kundalini

O termo Kundalini tem suas raízes na Índia, o que significa literalmente: enrolado. Essa antiga tradição da sabedoria fala de uma energia adormecida enrolada como uma cobra no assoalho pélvico. Certos exercícios de meditação, como o yoga, são capazes de despertar essa energia e torná-la acessível ao praticante. Quando a energia da kundalini começa a ser ativada, você pode sentir, a princípio, um formigamento e formigamento na base da espinha, girando em círculos cada vez maiores.Kundalini-Meditação

Depois de um tempo, a energia sobe pela sua espinha. A princípio, pode levar apenas duas ou três vértebras. Mas uma vez que você está praticando, às vezes, mesmo durante o seu primeiro treinamento de PCE, a energia sobe em direção à sua cabeça, onde carrega o cérebro. Parece um arrepio quente chegando à testa. Às vezes é como uma leve descarga elétrica. Novos circuitos estão sendo ativados que melhoram o sistema psicofisiológico. Pode ser comparado com a inicialização de um computador.

Esta energia também pode ser simbolizada pelo Caduceus descrito acima: Duas cobras representando as energias polares masculina e feminina, estão se enrolando em uma haste se unindo no topo em asas – um tópico para outro post.

A singularidade escondida no músculo do assoalho pélvico

O músculo PC é o único músculo capaz de gerar energia vital por meio de contração deliberada. Ele conecta o sacro e o osso púbico e está localizado entre o ânus e os testículos, respectivamente vagina, ao longo do períneo. Você pode sentir a contração quando você tenta interromper o uroflow intencionalmente. O músculo PC é conectado através de nervos a diferentes órgãos nas proximidades e tem o potencial de liberar hormônios e enviar sinais para o cérebro.

EXERCÍCIOS DE MÚSCULO DE PÉLVICOExistem nomes diferentes para essa energia sexual. Além da Kundalini , também é conhecida pelo termo chinês Chi ou pelo grego Éter . Wilhelm Reich, um psicanalista austríaco, cunhou o termo Orgon . Na tradição cristã, o termo mais próximo seria o Espírito Santo , também conhecido como a dinâmica de Deus (δυναμις Θεου). Todos eles falam sobre a força básica da vida, que está profundamente ligada à nossa sexualidade.

Para muitos esta zona é tabu, porque possui uma força incrível. A religião e a sociedade estavam sempre interessadas em controlá-la, porque, por um lado, essa energia pode se tornar muito destrutiva, mas, por outro lado, é uma força emancipatória que possibilita a expressão criativa e a ação independente. Então minha intenção é libertar você com o PCE, a energia criada pelo músculo PC.

Benefícios do treinamento PCE

Geralmente pode-se mostrar que todas as pessoas carismáticas têm muita energia vital. Em outras palavras, o treinamento que vou lhe mostrar é um impulsionador de energia para o centro de comando em sua cabeça, é sua fonte pessoal de juventude sempre que você precisar, fornecendo: resiliência, concentração, poder sexual, bem-estar, carisma e sucesso.

Originalmente, o treinamento era usado para mulheres, porque depois de uma gravidez o tecido de conexão na área pélvica estava sobrecarregado. Mas, quanto à energia poderosa, ela é gerada pelos músculos do PC dos homens também. Além disso, este treinamento é benéfico para problemas de ereção ou ejaculação precoce e muito mais.

Instruções de treinamento PCE

Antes de começar o treinamento, você precisa ter certeza de que é capaz de controlar o músculo PC. Para controlá-lo, deite-se no chão depois de se despir, pegue um espelho e tente puxar o músculo PC. Você deve ver o períneo entrando e saindo. De qualquer forma, você está ativando esse músculo toda vez que interrompe o início do fluxo de ar.

No caso de você achar difícil contrair o músculo, fique com o treinamento de construção um pouco mais até que se torne mais fácil. Em seguida, passe para o treinamento principal. Como um suporte que você pode usar um em Onda dedispositivo , a fim de visualizar o efeito de sua formação.

  • Treinamento de PCE de build-up
    • Sente-se ereto na borda de uma cadeira.
    • Agora, contraia o esfíncter ao redor do ânus. Você está executando corretamente quando se sente como se o assoalho pélvico se movesse para cima.
    • Inspire devagar e com calma. (Se 3 segundos são muito longos, faça 1 ou 2 segundos)
    • Então solte o músculo completamente enquanto exala.
    • No começo, ca. 10 vezes ou contanto que você puder, mas não mais do que 10 minutos.
  • Treinamento principal de PCE
    • Sente-se ereto na borda de uma cadeira.
    • Contrato enquanto inalando como através de um canudo e contando de 1 a 10.
    • Solte o músculo com a intenção de exalar de 1 a 10.
    • Faça isso várias vezes, no máximo 5 minutos.
    • Relaxe por um minuto.
    • Contrato e liberar rapidamente 10 vezes seguidas.

Depois de um tempo, você pode sentir um pequeno formigamento e puxar sua espinha e, além disso, em sua testa. Quando você sente a energia subindo durante um exercício, todos os chakras estão abertos. Se não, então eu sugiro que você faça algum treinamento adicional como a saudação ao sol .